• Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • Hospital Pio XII é pioneiro em Medicina Integrativa no Vale

Hospital Pio XII é pioneiro em Medicina Integrativa no Vale

DSC06741
HumanizAçãoSaudável – Círculo Saudável no Hospital Pio XII
O Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) do Hospital Pio XII – HUMANIZAPIO, em parceria com o Círculo Saudável Medicina Integrativa lançou no mês de fevereiro de 2019 o projeto: HumanizAçãoSaudável. O Hospital PIO XI, desde a sua fundação, possui, além da responsabilidade do CUIDAR, uma preocupação muito grande com a humanização no cuidado, o qual sabemos que é um dos grandes desafios da área da saúde. É por isso que em 2003 montamos nosso GTH – Grupo de Trabalho de Humanização que desde então, desenvolve Projetos e Ações que buscam a excelência no atendimento. O Projeto HumanizAçãoSaudável, busca integrar o tratamento Convencional às Práticas Integrativas e Complementares (PICs) como Yoga, Lian Gong, Relaxamento, Meditação e Reiki que são oferecidos semanalmente aos colaboradores, pacientes e acompanhantes. São práticas que possuem evidências científicas para serem utilizadas com segurança e eficiência nos casos de promoção da saúde, prevenção de doenças ou seus agravos e como terapias de suporte durante o tratamento médico convencional. Segundo a Psicóloga e Presidente do Grupo de Trabalho de Humanização – GTH – Valéria da Silva Oliveira o objetivo é tratar o indivíduo em sua totalidade – corpo, mente e espirito, permitindo alivio de sintomas e relaxamento. No Brasil, o Ministério da Saúde reconhece e autoriza o uso de 29 práticas integrativas e complementares que podem ser oferecidas nas unidades básicas de saúde a critério do município. Em momento algum a utilização dessas técnicas tem a intenção de substituir o acompanhamento médico, uso de medicamentos ou realização de procedimentos indicados. Mas sim de oferecer uma medida simples de autocuidado que todos podem aprender e aplicar no nosso dia-a-dia. A integração dessas práticas aos tratamentos convencionais é uma tendência crescente e mundial e já existe em instituições de referência como o MD Anderson Cancer Center e o Hospital Israelita Albert Einstein.

 

Deixe uma resposta