Como lidar com a ansiedade?

No post dessa semana fala sobre uma matéria super interessante sobre a ansiedade! 🙂

 

Talvez a ansiedade tenha tirado o seu sono. Não se desespere. Você pode aprender a lidar com essa ansiedade sem permitir que ela te domine. Abaixo estão algumas dicas que poderão ser úteis:

No aspecto pessoal:

  • Aceite a ansiedade. Isto não significa gostar dela, mas não negar que está se sentindo ansioso;
  • Identifique pensamentos ansiosos e questione-as. Por exemplo: “Não posso errar nunca” – pergunte-se: “Realmente nunca posso errar?”, “Será que há alguém que não erra?”;
  • Avalie quais limites você precisa colocar para outras pessoas. Isto inclui aprender a dizer “não”, a não ter que agradar sempre e a não ter que suportar abusos;
  • Seja seu melhor amigo e incentivador. Em vez de ficar se culpando por estar ansioso, lembre-se de que você está buscando meios de lidar com esta ansiedade e seja seu amigo parando de se culpar e colocando em prática o que está aprendendo;
  • Valorize o que você conseguiu em vez de ficar se cobrando pelo que não conseguiu;
  • Não espere que outras pessoas preencham em você o seu vazio. Nunca será possível ter ansiedade “zero”. Teremos que aprender a tolerar alguma ansiedade;
  • Tolere alguma ansiedade. Lembre-se de que a ansiedade não vai matar você. Ela pode ser muito desagradável, mas você pode tolerá-la;
  • Busque saber sobre a ansiedade que sente. Quanto mais você se informar, mais vai entender o que se passa com você e o processo de recuperação será mais rápido.

No aspecto profissional:

  • A ajuda com um psicólogo pode ser uma maneira da pessoa identificar as causas da ansiedade, tratá-las e aprender a como lidar com ela;
  • Avaliação da necessidade de medicamentos com um médico psiquiatra. Dependendo do grau da ansiedade, pode ser necessário o uso temporário de algum medicamento, e isto deverá ser avaliado por um médico psiquiatra;
  • Chegar possíveis causas orgânicas com médicos especialistas. É sempre importante avaliar a saúde física geral a fim de descartar quaisquer possibilidades de problemas orgânicos que podem gerar alguma ansiedade como: questões hormonais, cardíacas e neurológicas;

Cuidados físicos:

  • Atividades físicas – O exercício físico é parte muito importante em um programa de redução de ansiedade e do estresse. Quando nos exercitamos, há liberação de serotonina e dopamina no corpo, que são hormônios que promovem a sensação de bem-estar. Isto ajuda no controle da ansiedade de praticado sistematicamente.
  • Alimentação – O cuidado com o que comemos é um fator que merece atenção. Evite bebidas que contenham cafeína ou outros estimulantes como a cola, o guaraná, o chá preto, o chá mate e o chá verde. Eles tendem a aumentar a ansiedade e intensificam sintomas de nervosismo e agitação. Os açúcares também potencializam quadros de ansiedade.
  • Sono/Repouso – Procure dormir pelo menos oito horas por noite, em local escuro e sem barulho. Esta é uma maneira da mente descansar e de, portanto, aliviar a ansiedade.
  • Respiração – A respiração profunda diminui consideravelmente a ansiedade. É cientificamente comprovado que a respiração profunda corta, inclusive, crises de pânico, que é um das expressões de ansiedade.

 

Gostou do post? Tem alguma sugestão para a próxima matéria? Deixe seu comentário!

Fonte: <CTC Veda> Acesso em 12/09/2016 às 15:00.

Deixe uma resposta